Como Vender Arte Online - O Guia Completo para 2020

Segundo as estatísticas, o mercado de arte online cresceu 9.8% em 2018. Isso significa que agora é o melhor momento para começar a vender sua arte online. No entanto, se você quiser ter sucesso, definitivamente vale a pena gastar algum tempo aprendendo a vender arte on-line.

Embora não seja difícil vender sua arte on-line, há várias etapas envolvidas. É por isso que reunimos este guia, onde falaremos sobre o que você precisa considerar antes de vender sua arte on-line, discutiremos diferentes opções de venda de arte on-line e mostraremos como configurar sua loja de arte on-line.

Índice analítico

Resumo

  • Dado o crescimento do mercado de arte on-line, agora é a melhor hora para começar venda de arte online
  • Vender arte online não é difícil
  • Antes de começar, primeiro você precisa decidir como vender sua arte on-line.
  • Você pode vender seu próprio trabalho, vender impressões de reprodução ou vender downloads digitais
  • Você também pode optar por vender através da sua loja online ou através de um fornecedor online
  • Depois de decidir como, você precisa escolher a plataforma para vender sua arte on-line
  • Shopify é uma das melhores soluções para vender sua arte on-line, pois a plataforma é fácil de usar e possui vários aplicativos que adicionam funcionalidade extra à sua loja para facilitar o gerenciamento de inventário, além de remessa e entrega
  • Outras plataformas para vender arte on-line incluem Squarespace Loja Online Quadrada que são uma boa opção se você estiver com um orçamento limitado ou procurando uma solução gratuita
  • Depois de escolher a plataforma, você precisará se inscrever e configurar sua loja
  • Em seguida, importe seus produtos e melhore a funcionalidade da loja com aplicativos de terceiros
  • Depois de configurar sua loja e adicionar seus produtos, você também precisará considerar como proteger sua arte de imitadores
  • O último passo para configurar sua loja de roupas é começar a comercializar e promover sua loja, para que você possa direcionar tráfego para ela e obter vendas
  • Você tem várias opções para promover sua loja, desde aumentar sua lista de e-mails e usar as mídias sociais até criar conteúdo e transmitir ao vivo seu processo de criação de arte
  • Não esqueça que você também pode promover sua loja com métodos tradicionais de marketing offline, como adicionar o site da sua loja à sua assinatura de email ou publicar folhetos em sua vizinhança
  • Se você tiver um orçamento de marketing para trabalhar, poderá explorar opções de marketing, como trabalhar com influenciadores, brindes ou concursos
  • Outra opção para métodos de publicidade paga incluem Google AdWords, Anúncios no Facebook e Pins promovidos do Pinterest.

Decida como vender arte on-line

Antes de lançar sua loja de arte on-line, primeiro você precisa decidir como e que tipo de arte venderá on-line. Você tem várias opções aqui, que incluem:

  • Vendendo sua própria arte
  • Venda de impressões de reprodução
  • Venda de arte digital

Você pode vender sua arte através de um fornecedor online ou através de sua loja online.

Vamos explorar essas opções abaixo.

Decidir que arte vender on-line

Quando se trata de vender arte online, vender sua própria arte geralmente é a melhor opção. Isso permite que você defina seus próprios preços e cobra mais pelo trabalho original. Mas, a menos que você já tenha um público de pessoas interessadas em sua arte, poderá ter mais dificuldade em obter essas vendas iniciais. No lado positivo, há várias táticas que você pode usar para comercializar e promover sua loja, que discutiremos abaixo.

Se você não tem nenhuma arte original para vender, pode vender impressões de reprodução de outros artistas. Nesse caso, você é o curador de arte on-line responsável pelo marketing e promoção de outros artistas, além de ganhar uma venda. Como curador, você receberá uma comissão por cada venda, mas lembre-se de que vender impressões de reprodução é mais competitivo do que vender peças originais.

A terceira opção para vender arte on-line envolve a venda de arte digital. Com a arte digital, não há custos de envio e entrega para descobrir, pois a arte pode ser baixada assim que alguém a compra. Essa é uma maneira econômica de vender sua arte, se você quiser minimizar suas despesas. Você pode vender pinturas e desenhos digitais, assim como fotos e arte digitalizada. Esta opção também pode ser usada para vender impressões de reprodução de outros artistas.

Decidir como vender arte on-line

Depois de decidir que tipo de arte você deseja vender on-line, você precisa decidir como vender arte on-line.

A escolha mais óbvia é vender arte através da sua loja online. Isso lhe dá controle total sobre seus negócios, pois todo o processo, desde a criação da arte até a venda, empacotamento e envio, é tratado por você.

Se você estiver vendendo obras de arte físicas, também será responsável por armazená-las até que alguém as compre.

A outra opção para vender sua arte on-line é através de um fornecedor de terceiros. O uso de um fornecedor de terceiros normalmente é menos arriscado do que vender através da sua loja online. Ao optar por esse método, você estará trabalhando com um serviço de impressão sob demanda ou de entrega direta.

Eles personalizarão suas impressões e telas e as venderão em uma base por pedido. Você ainda precisará de um site para mostrar sua arte, mas o benefício de usar um fornecedor de terceiros é que eles cuidarão de todo o processo de empacotar e enviar sua arte assim que alguém fizer uma compra.

Decida sobre uma plataforma para vender sua arte on-line

Independentemente do método de venda da sua arte online, você precisará de uma plataforma para criar sua loja. As três plataformas populares incluem Shopify, Squarespace e Square Online Store. Vamos examinar seus recursos, prós e contras abaixo.

Shopify

como vender arte online com o shopify

Shopify é uma plataforma robusta de comércio eletrônico on-line. Você pode criar qualquer tipo de loja, incluindo uma loja de arte. O maior benefício do uso de uma plataforma como Shopify é que você não precisa se preocupar em instalar nenhum software ou qualquer atualização ou manutenção de site, pois tudo isso é tratado pela própria plataforma. Alguns dos principais Shopify características incluem:

  • Dezenas de temas gratuitos e pagos que você pode usar para personalizar a aparência da sua loja
  • Milhares de aplicativos gratuitos e pagos de terceiros para funcionalidades extras, incluindo aplicativos de compartilhamento social, aplicativos de contabilidade, aplicativos de gerenciamento de inventário e muitos outros
  • Certificado SSL embutido para que seus clientes possam desfrutar de uma tranqüilidade sabendo que suas informações confidenciais são criptografadas
  • Design responsivo para que seus clientes possam fazer uma compra facilmente, mesmo que estejam no telefone
  • Relatórios e estatísticas de vendas detalhados para que você possa ver rapidamente como está sua loja
  • Você pode aceitar uma variedade de pagamentos, incluindo cartões de crédito e moedas digitais
  • Recursos avançados de recuperação de carrinho abandonado para que você possa recuperar vendas perdidas
  • Taxas flexíveis de remessa, incluindo taxa fixa e frete grátis
  • E mais.

Como mencionado anteriormente, Shopify é uma plataforma de comércio eletrônico bastante robusta e facilita o lançamento de sua loja online. A desvantagem é que Shopify pode ficar caro se você decidir usar aplicativos premium para adicionar recursos.

Squarespace

Outra opção popular para vender sua arte on-line é Squarespace. O Squarespace é uma ótima opção se você tiver um inventário pequeno e estiver procurando uma solução de orçamento. Embora você possa vender produtos ilimitados, os recursos de gerenciamento de estoque da Squarespace não são tão robustos quanto ShopifyEssa é a principal razão pela qual o Squarespace é adequado para lojas menores.

Vale ressaltar que o Squarespace, como Shopify, lida com toda a tecnologia de back-end para você, para que não haja nada para instalar e nem manutenção ou atualizações para se preocupar. Os principais recursos incluem:

  • Dezenas de modelos responsivos integrados que você pode usar sem custo adicional
  • Domínio personalizado gratuito ao se inscrever em um plano anual
  • Certificado SSL embutido que criptografa as informações do seu cliente
  • Você pode aceitar cartões de crédito através do Stripe e permitir que os clientes paguem via PayPal ou Apple Pay
  • Análise de loja e site para que você possa ver quantos visitantes seu site está recebendo e quantas vendas e pedidos você possui
  • Você pode criar contas de clientes, aceitar doações e criar cartões-presente para os clientes que podem ser usados ​​em sua loja
  • Os planos Squarespace de preço mais alto vêm com crédito promocional do Google AdWords para que você possa começar a comercializar sua loja

O Squarespace é fácil de usar e possui um construtor intuitivo de arrastar e soltar que facilita o design de sua loja. A maior desvantagem do Squarespace é que não é a melhor opção para lojas que possuem um grande estoque. Dito isto, se você estiver com um orçamento limitado ou tiver apenas alguns itens para vender por vez, o Squarespace pode ser a melhor opção para você.

Loja Online Quadrada

Se você estiver com um orçamento limitado, a Square Online Store é uma ótima opção para começar a vender sua arte on-line. Esta plataforma é gratuita e você só paga quando efetua uma venda. Como com Shopify e Squarespace, não há nada para você configurar e instalar enquanto estiver usando uma plataforma hospedada. Isso significa que todos os detalhes técnicos são tratados para você, para que você possa se concentrar em promover sua loja.

Loja Online Quadrada destaca-se, pois permite que você ofereça a coleta na calçada ou entrega local a seus clientes. Ele também se integra ao Instagram e Facebook para que você possa vender sua arte nessas plataformas. Os principais recursos incluem:

  • Fácil de usar e construtor intuitivo para projetar sua loja
  • Você pode aceitar todos os principais cartões de crédito, cartões-presente da Square, Apple Pay e Google Pay como métodos de pagamento
  • Vem com recursos de marketing por e-mail integrados
  • Você pode gerar cupons de vendas facilmente

Obviamente, o maior benefício da Square Online Store é que você pode começar a vender sua arte de graça, o que torna essa plataforma uma boa opção se você estiver com um orçamento limitado. A desvantagem é que as opções de personalização são bastante limitadas quando comparadas às Shopify e Squarespace. Você também terá a marca Square no rodapé do seu site no plano gratuito. Lembre-se disso se decidir seguir esse caminho.

Usando mercados de terceiros

Vale ressaltar que você também pode usar mercados de terceiros como Etsy ou Artsy. Plataformas como essas são muito fáceis de começar e não há configuração envolvida.

Enquanto eles facilitam o início da venda de sua arte, lembre-se de que eles geralmente cobram uma taxa extra de processamento de transações e podem reduzir suas vendas.

Eles também são limitados em termos de recursos de personalização para sua loja. Outra desvantagem do uso de mercados como o Etsy é que você estará enfrentando muita concorrência, o que significa que terá que trabalhar mais para se destacar de outros vendedores na plataforma.

Prós e contras do uso de plataformas de comércio eletrônico

Até agora, você deve ter uma idéia de como deseja vender sua arte online. Antes de tomar sua decisão final, vamos ver os prós e os contras do uso de plataformas de comércio eletrônico, como Shopify, Squarespace e Square Online Store.

Os benefícios dessas plataformas incluem:

  • Controle total sobre o design da sua loja, graças aos recursos de personalização integrados e uma boa seleção de temas e modelos gratuitos e premium
  • Funcionalidade adicional, como integração com plataformas de email ou CRM, a capacidade de vender em várias plataformas e canais ao mesmo tempo é possível graças a aplicativos e integrações de terceiros
  • Análises detalhadas, relatórios de vendas e recursos de SEO integrados para que você tenha controle total sobre como sua loja é exibida nos mecanismos de pesquisa.
  • Maiores lucros porque você não precisa pagar taxas ou comissões de listagem

As desvantagens do uso de plataformas de comércio eletrônico incluem:

  • Maior curva de aprendizado para montar sua loja
  • Taxa mensal ou anual para a própria loja, bem como para aplicativos adicionais de terceiros

Prós e contras de vender em mercados e galerias de terceiros

Mencionamos anteriormente que os mercados de terceiros são provavelmente a solução mais fácil para começar a vender sua arte on-line. Não há nenhuma curva de aprendizado envolvida. Tudo o que você precisa fazer é se inscrever em uma conta, adicionar os produtos à sua loja e você está pronto para começar a vender.

Em contrapartida, os mercados como o Etsy oferecem muito pouco controle sobre sua loja. Isso significa que eles podem derrubar sua arte a qualquer momento ou até derrubar toda a sua loja, se decidirem que você está violando os termos de serviço.

Outra desvantagem é que você não tem controle sobre o design da sua loja, o que significa que será mais difícil se destacar da concorrência.

Agora que abordamos os prós e os contras das plataformas de comércio eletrônico e mercados de terceiros, vamos analisar as etapas necessárias para iniciar uma loja de arte on-line com Shopify.

Como começar a vender arte online com Shopify

Shopify é uma plataforma robusta e fácil de usar, mesmo para iniciantes, e é a melhor opção se você quer ganhar a vida vendendo sua arte. Abaixo, você encontrará todas as etapas necessárias para iniciar sua loja de arte com Shopify.

Etapa 1: Introdução Shopify

O primeiro passo é se inscrever em uma conta com Shopify. Para começar, visite o site deles e digite seu endereço de e-mail. Você precisará digitar uma senha e um nome para sua loja. Depois de preencher esses detalhes, Shopify iniciará o processo de configuração da sua loja.

Você precisará digitar seu endereço e selecionar o tipo de loja que abrirá. Essas informações são necessárias para que você possa receber pagamentos e, depois de inseri-las, verá um botão solicitando que você entre na sua loja.

Etapa 2: familiarize-se ShopifyInterface de

Ao entrar na sua loja, você notará algumas dicas úteis de Shopify. Eles incluíram o vídeo de introdução e a capacidade de adicionar imediatamente seu primeiro produto.

O lado esquerdo é onde você pode acessar todas as configurações da sua loja. Usando o menu à esquerda, você pode adicionar seus produtos, ver as análises da loja, visualizar uma lista de seus clientes e pedidos recentes e muito mais.

Você também pode visualizar sua loja, adicionar canais de vendas e controlar a aparência da sua loja.

Por fim, sua foto de perfil no canto superior direito facilita o acesso ao seu Shopify conta, acesse os fóruns da comunidade e Shopifycentro de suporte.

Etapa 3: Definir as configurações da sua loja

Agora que você já conhece Shopifyda interface, vamos dar uma olhada rápida nas configurações da loja. É um bom lugar para começar, para garantir que você não esqueça as configurações importantes antes de começar a vender seus produtos.

O painel de configurações permite que você configure os detalhes da sua loja, como endereço, informações de contato e unidades padrão. Você também pode configurar métodos de pagamento, adicionar locais de lojas, personalizar seu processo de pagamento e muito mais.

Você também usará o painel Configurações para gerenciar seus canais de vendas, fazer upload de arquivos e configurar o idioma da sua loja.

Antes de lançar oficialmente sua loja de arte, não se esqueça de definir suas configurações de pagamento, bem como as configurações de remessa e impostos. Você também deseja adicionar seus termos e condições e sua política de privacidade para garantir que sua loja de arte esteja em conformidade com os requisitos legais.

Etapa 4: estilize sua loja

O próximo passo na configuração da sua loja é modelá-la. Por padrão, seu Shopify loja já terá um tema instalado. Se você gosta da aparência, fique à vontade para mantê-lo, mas, se não, precisará escolher um tema diferente.

Felizmente, existem vários temas gratuitos e pagos que você pode escolher e que estão disponíveis no Shopify mercado temático. Você pode navegar pelos temas clicando no ícone da Loja Online e pressionando a opção Temas.

Uma nova página será carregada, onde você terá a opção de personalizar o tema que já está ativo no seu site ou explorar outros temas. Vá em frente e explore outros temas.

Como você notará, Shopify oferece 73 temas no total, 9 dos quais são gratuitos. Temas gratuitos são um bom ponto de partida se você não estiver pronto para investir em um tema premium. Se você deseja uma aparência mais profissional e mais opções de personalização, navegue pelos temas pagos e encontre o que mais gosta.

Você precisará instalá-lo adicionando-o à sua biblioteca de temas e clicando no menu Ações. Escolha Publicar e o tema estará no seu site. Você pode personalizar a aparência do tema clicando no botão Personalizar.

Depois que o personalizador de temas for carregado, você poderá adicionar seções à sua página inicial e alterar cores, fontes e muito mais. Se você deseja estilizar outras páginas, basta selecionar a página correspondente na lista suspensa na parte superior.

Você também pode ver a aparência da sua loja em celulares e tablets e ajustar as configurações de estilo de acordo.

Etapa 5: Crie as páginas para sua loja

Quando você estiver satisfeito com a aparência da sua loja, é hora de criar as páginas para sua loja. Sua loja já terá uma página inicial e uma página onde os clientes podem ver seu catálogo de arte. Mas há mais algumas páginas que você precisa adicionar se quiser que sua loja seja bem-sucedida. Esses incluem:

  • Sobre a página em que seus clientes podem aprender mais sobre você e sua arte
  • Página de políticas da loja onde você pode compartilhar sua política de reembolso ou troca
  • Página de contato onde os clientes podem entrar em contato com você sobre uma obra de arte específica

Shopify também facilita a adição de uma página de blog, que é uma ótima maneira de comercializar seus produtos.

Você pode adicionar uma página ao seu site clicando no menu Loja Online e pressionando a opção Adicionar página. O editor de páginas permite adicionar o título e o conteúdo da página.

Abaixo do editor, você encontrará as opções para definir as configurações de SEO dessa página, que incluem a adição de um título e uma descrição meta. Você vai querer manter isso curto e usar suas palavras-chave naturalmente para aumentar as chances de sua loja ser encontrada pelos mecanismos de pesquisa.

Quando você terminar de adicionar o conteúdo da sua página, verifique se a visibilidade está definida como Visível no lado direito e clique no botão Salvar.

Para adicionar outras páginas ao seu site, basta repetir as etapas acima. É uma boa ideia configurar o menu de navegação neste momento e adicionar as páginas mais importantes ao menu principal. Para fazer isso, clique em Navegação> Menu Principal. Clique em Adicionar item, escolha Páginas e selecione as páginas que deseja mostrar. Salve o menu.

Etapa 6: adicione seu primeiro produto

É fácil adicionar seu primeiro produto à sua loja de arte. Se você já possui uma lista de seus produtos armazenados no formato .CSV, pode importá-los indo para Produtos e clicando no link Importar.

No entanto, se você é novato em vender arte on-line, precisará seguir o processo manual de adição de produtos à sua loja. Vamos cobrir este processo abaixo.

Clique no botão Adicionar produto e comece digitando o nome e a descrição do seu produto. Abaixo do editor do produto, você terá a opção de enviar fotos do produto, além de adicionar o preço e os detalhes do inventário, como número do SKU, quantidade e código de barras.

A seção de remessa permite inserir dimensões, peso e outros detalhes da remessa.

Outras informações do produto incluem variantes e configurações de SEO, categorias de produtos, coleções e tags.

Depois de preencher todos os detalhes, pressione Salvar e sua primeira obra de arte estará oficialmente pronta para venda.

Para adicionar mais produtos, repita as etapas acima. Lembre-se de que você pode usar a seção Produtos para gerenciar coleções de produtos e pedidos de compra, exibir seu inventário, cartões-presente e muito mais.

Etapa 7: adicionar recursos aos aplicativos

Quando você terminar de adicionar todos os seus produtos, poderá adicionar recursos extras à sua loja com aplicativos de terceiros no site Shopify Loja de aplicativos.

Os aplicativos que você encontrará lá são organizados em várias categorias, como Design da loja, Marketing, Relatórios, Recuperação de carrinho abandonado e similares. Você também pode procurar aplicativos usando a barra de pesquisa na parte superior.

Para instalar um aplicativo, tudo o que você precisa fazer é clicar em Adicionar aplicativo e concluir o processo de instalação, revendo as permissões do aplicativo e clicando no botão Instalar aplicativo.

Reserve alguns minutos para decidir qual funcionalidade você deseja para sua loja e instale aplicativos apropriados a partir do Shopify Loja de aplicativos. No entanto, não se sinta pressionado a concluir esta tarefa imediatamente. Você sempre pode voltar mais tarde e instalar os aplicativos desejados quando estiver mais familiarizado com a venda de sua arte e com a loja virtual.

Como apresentar sua arte

Até agora, você deve ter um bom entendimento de como configurar sua loja de arte on-line com uma plataforma como Shopify. No entanto, há mais algumas coisas que você precisa considerar antes de começar a sua primeira venda.

Fotos de arte

A coisa mais importante que você precisa prestar atenção é a maneira como você apresenta sua arte em sua loja. Afinal, se as fotos do seu produto não forem boas, os clientes não estarão interessados ​​em comprar a arte real.

Para iniciantes, você deve garantir que as fotos que representam sua arte sejam de alta qualidade e bem iluminadas. Eles não devem estar embaçados ou granulados também.

Em segundo lugar, verifique se as fotos do produto estão otimizadas para a web. Isso significa que você precisará salvá-los em um formato JPG e garantir que todos tenham as mesmas dimensões. Você terá que jogar com as configurações de compactação da imagem para alcançar o equilíbrio entre um tamanho de arquivo baixo e manter a qualidade da imagem. De um modo geral, quanto menor o tamanho do arquivo, melhor; caso contrário, você corre o risco de o seu site ser carregado lentamente.

Os sites de carregamento lento podem prejudicar a experiência do usuário e a classificação do seu mecanismo de pesquisa, e é por isso que as fotos do seu produto precisam ser otimizadas para a web.

Você pode usar uma ferramenta como JPEGMini ou TinyJPEG para reduzir o tamanho de suas imagens sem sacrificar a qualidade da imagem.

Categorize sua arte

Outra maneira de tornar sua arte mais apresentável é categorizar e organizar sua arte. Isso tornará mais fácil para seus clientes navegar em sua loja e encontrar peças de arte nas quais estão interessados.

Você pode categorizar suas imagens com base na técnica utilizada, no tipo de arte que está vendendo, em um tema como retratos ou fotos em preto e branco e similares. Você também pode criar coleções de arte com base em um período de sua carreira ou criar uma coleção de obras de arte em destaque que exiba seu melhor trabalho ou edição limitada.

Certifique-se de que seus clientes possam classificar sua arte por preço, material ou tamanho, bem como opções de remessa e entrega. Isso melhorará a experiência de compra deles e será mais provável que eles retornem à sua loja.

Descrições de produtos artísticos

As fotos dos produtos desempenham um papel crucial no sucesso da sua loja, mas as descrições dos produtos também. Para iniciantes, o título e a descrição do produto devem incluir palavras-chave que seus possíveis compradores pesquisariam. No entanto, inclua-os naturalmente e não exagere, pois o uso excessivo de palavras-chave pode ser visto como preenchimento de palavras-chave, o que pode levar a sua loja a ser empurrada para baixo nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa.

Intrigue potenciais compradores escrevendo uma história sobre cada obra de arte como as pessoas se relacionam melhor com as histórias. Considere incluir detalhes como por que você criou cada peça em particular, como você decidiu sobre a técnica ou os materiais usados ​​na obra de arte, quem ou o que o inspirou a criar e similares.

Não se esqueça de incluir os recursos do seu produto, como dimensões, peso, material, entrega e outros detalhes para que os clientes possam visualizar melhor o seu produto. Verifique regularmente as descrições dos seus produtos para garantir que estejam corretos e atualizados.

Outra dica importante para escrever ótimas descrições de produtos é dividir sua cópia e usar parágrafos curtos e marcadores para facilitar a leitura.

Adicione tags alt às fotos do seu produto, pois isso aumenta a probabilidade de as fotos do produto aparecerem nos resultados de pesquisa de imagens do Google. Eles também ajudam o Google e outros mecanismos de pesquisa a entender melhor seu site.

Por fim, verifique as descrições do produto quanto a erros de ortografia e gramática. Você pode usar uma extensão do navegador como a Grammarly para garantir que a cópia do seu site esteja livre de erros para garantir que sua loja não pareça amadora.

Protegendo sua arte

A última dica nesta seção é considerar como você protegerá sua arte de imitadores. Infelizmente, plágio e roubo de arte acontecem no mundo online, assim como no mundo offline.

Embora os copycats e os usuários malévolos sempre encontrem uma solução alternativa, existem várias maneiras de proteger sua arte on-line:

  • Considere usar uma marca d'água nas fotos do seu produto. Você pode usar uma ferramenta como o Lightroom ou mesmo o Photoshop para adicionar uma marca d'água semi-transparente que pode ajudar a impedir que os copiadores baixem suas imagens e as exibam em outros lugares
  • Encontre um aplicativo que permita desativar o botão direito na sua loja para impedir que outras pessoas baixem as fotos do seu produto
  • Use a proteção de hotlink para garantir que as pessoas não possam incorporá-las em seus sites.
  • Se você perceber que alguém roubou sua arte ou fotos do produto, entre em contato com ela primeiro e explique que você é o artista original. Em alguns casos, você descobrirá que as pessoas realmente não entendem que o uso de sua arte sem permissão constitui violação de direitos autorais. Você pode pedir educadamente que tirem a foto ou o trabalho artístico. Se isso falhar, envie um aviso de remoção da DMCA e entre em contato com um advogado de direitos autorais.

Como precificar seu trabalho artístico

O preço da arte é a parte mais difícil de vender sua arte. Se você definir um preço muito baixo, as pessoas questionarão o valor do seu trabalho e, se você o definir muito alto, elas não estarão dispostas a comprá-lo. Embora conseguir o preço seja complicado, definitivamente não é impossível. Existem vários fatores a considerar quando se trata de colocar um preço em sua arte.

Primeiro, você precisa entender que o preço de sua arte é ditado pela demanda do mercado e por seu nicho específico.

Também depende do seu histórico de vendas anterior e da sua experiência artística geral. Por exemplo, se você é um artista novinho em folha, sua arte não terá o mesmo preço de alguém que já é bem conhecido e tem um extenso histórico de vendas.

Outra coisa a considerar ao definir o preço da sua arte é o estilo da sua arte e os materiais e o período de tempo usado para criar cada peça.

Nesse sentido, a precificação de seu trabalho artístico exige pesquisa inicial, para que você possa ter uma idéia de onde deve começar. Considere encontrar um artista que venda obras de arte semelhantes às suas e use os preços delas para orientar as suas.

Como alternativa, considere calcular seu salário por hora ideal e multiplique-o pelo tempo que levou para criar uma obra de arte específica. Certifique-se de incluir o custo dos materiais utilizados, bem como os custos de envio.

Se você estiver usando várias plataformas para vender sua arte, mantenha seus preços consistentes em todas elas. Caso contrário, você terá que lidar com clientes irritados se descobrirem que eles poderiam ter comprado sua obra de arte por um preço mais barato em outro lugar.

Enviando e empacotando sua arte

Portanto, sua loja está configurada, você tem ótimas fotos de produtos e escreveu incríveis descrições de produtos. Você também determinou o preço de seu trabalho artístico e está se sentindo bastante confiante em vender sua arte on-line. Mas antes de anunciar o lançamento de sua loja de arte, há mais algumas coisas para configurar.

Para iniciantes, você precisa decidir como empacotar sua arte, o método de envio e o correio que usará. Essa etapa é muito importante se você não depende de fornecedores de terceiros para lidar com esse processo.

Para iniciantes, você precisará decidir o tamanho do pacote para sua arte. Isso dependerá do tamanho e do tipo da sua arte. Por exemplo, as pinturas exigirão um tipo de embalagem diferente das esculturas. Se você vender uma variedade de obras de arte, precisará de uma variedade de opções de embalagem disponíveis para acomodar tamanhos e dimensões diferentes.

Você também deve garantir que você tenha material de proteção disponível. Isso inclui plástico bolha e preenchimento para garantir que sua arte não seja danificada.

Algumas dicas gerais a serem lembradas incluem:

  • Use tubos de correspondência para trabalhos de arte, como impressões e pôsteres maiores em tamanho
  • Se você vender impressões pequenas, poderá usar envelopes de papelão
  • Se você vende esculturas, precisará usar caixas e plástico bolha ou estofamento

Depois de saber como empacotar sua arte, é hora de decidir sobre o correio que você usará para a entrega dos produtos. Isso pode incluir empresas como UPS, Fedex ou USPS.

A primeira coisa que você deseja fazer ao comparar essas empresas é verificar os preços para vários tamanhos de pacotes que você sabe que precisará. Isso ajudará a determinar quanto você precisa cobrar pelo envio.

Shopify facilita a conexão com todos esses serviços, para que você possa exibir facilmente as taxas de remessa ao final da compra, dependendo das dimensões e peso do pacote, sua localização e a localização de seus clientes.

Outra opção para enviar seus produtos é usar um serviço como o ShipStation. O ShipStation é um serviço de atendimento que armazena e empacota sua arte final para você. Depois que uma venda é concluída, o ShipStation também administra o envio para você, o que significa que você não precisa lidar com isso.

Depois de escolher o modelo de envio e a embalagem do produto, você pode usar o Shopifypainel Configurações para configurar as opções de envio para sua loja.

Shopify permite configurar diferentes taxas de envio para envio doméstico e internacional. Você também pode criar perfis de remessa personalizados para determinados grupos de produtos ou para diferentes locais.

Aqui estão alguns exemplos a serem considerados:

  • Você pode configurar o envio de taxa fixa, o que significa que, não importa quão grande ou pesado o pacote seja, o envio sempre custará o mesmo. Esse método é uma boa opção se você vender arte que geralmente tem o mesmo tamanho e peso.
  • Dependendo do peso. Você pode escolher esta opção se vender várias obras de arte diferentes que variam em peso
  • Recolha local ou recolha da loja. Se você possui uma loja de arte local, considere incluir essa opção, pois isso permitirá que você construa um relacionamento pessoal com cada comprador.

Depois de configurar as taxas de remessa, você poderá configurar os tamanhos dos pacotes com base nos critérios mencionados anteriormente e personalizar as guias de remessa.

A última etapa nas definições de configuração da remessa é inserir os correios de remessa. Como mencionado anteriormente, você pode conectar sua loja a serviços como UPS e Fedex, além de vários serviços de atendimento.

Conectar sua loja aos correios de remessa permitirá que você use a remessa calculada pela transportadora. Isso significa que seu custo de envio será calculado automaticamente com base em suas regras e regulamentos. O custo do envio varia de acordo com o peso e o tamanho do pacote. Esse método é útil se você vender arte com tamanhos e dimensões diferentes.

Vale ressaltar que quanto mais opções de remessa você oferecer, melhor será a experiência de seus clientes. Eles poderão escolher o método mais conveniente para eles, em termos de preço e tempo de entrega.

Segurando sua arte

O seguro não é a coisa mais emocionante a se pensar, pois você se prepara para vender sua obra on-line, mas tenha em mente que acidentes acontecem. O seguro certo pode ajudar bastante a proteger sua arte, assim como você.

Na maioria dos casos, empresas como UPS e FedEx terão um seguro limitado do qual você pode aproveitar. No entanto, não há nada que o impeça de usar uma companhia de seguros dedicada para garantir que sua arte seja coberta em caso de danos.

Quanto mais valiosa sua arte, maior a cobertura que sua apólice de seguro deve oferecer. Não economize nisso, a fim de economizar dinheiro, pois possíveis danos às obras de arte custam mais a longo prazo.

Inicie sua loja de arte

Com todos os detalhes técnicos e de configuração resolvidos, finalmente chegou a hora de dar o próximo passo e lançar sua loja de arte.

Comece visualizando a loja e certificando-se de que tudo pareça e funcione conforme o esperado. Clique em cada produto para garantir que as descrições dos produtos estejam corretas e as fotos tenham sido enviadas corretamente.

Verifique se há erros de digitação em cada página e verifique se tudo que é importante é apresentado de maneira clara e compreensível.

Por fim, teste o processo de pagamento e verifique se é fácil passar. Quando terminar de verificar tudo, vá para Loja Online> Domínios. Você precisará comprar um domínio para sua loja que seus clientes usarão para navegar no seu site.

Escolher um domínio para sua loja é uma etapa importante. Se você já possui uma loja de arte, a escolha óbvia é verificar se o nome da sua loja está disponível como nome de domínio e usá-lo.

Se não for esse o caso, você tem algumas opções:

  • Use seu próprio nome como o nome de domínio. Isso permitirá que você construa uma marca verdadeiramente pessoal para sua arte
  • Use um nome de domínio mais geral relacionado ao seu trabalho artístico.

No que diz respeito às extensões de domínio, .com é a opção mais popular, mas está cada vez mais difícil encontrar um bom nome de domínio disponível com essa extensão. Algumas outras opções populares incluem .store, .art e .me.

Depois de escolher um nome de domínio, compre-o através Shopify ou se você já possui um nome de domínio, conecte-o ao seu provedor de terceiros. Em seguida, você pode publicar sua loja atualizando para uma página paga Shopify plano. Shopify oferece três planos principais para você escolher:

  • Basic Shopify - este plano permite que você venda produtos ilimitados e convide até 2 funcionários para sua loja. Ele inclui todos os recursos necessários, como certificados SSL, criação manual de pedidos, 4 locais, códigos de desconto, recuperação de carrinho abandonado, 64% de desconto na remessa e muito mais. Este plano custa $ 29 / mês.
  • Shopify - este plano inclui tudo, desde o plano anterior, bem como recursos extras, como preços do USPS Priority Mail Cubic®, 5 contas de funcionários, 72% de desconto na remessa e relatórios profissionais. Este plano está disponível para $ 79 / mês.
  • avançado Shopify - este plano inclui tudo do plano anterior e oferece as mais baixas taxas de processamento de cartão de crédito, além da capacidade de ter 15 contas da equipe e até 8 locais. Também oferece desconto de 74% na taxa de remessa e relatórios avançados de vendas. Este plano custa $ 299 / mês.

O básico Shopify O plano é a melhor opção se você está apenas começando. Se você já tem um corpo substancial de trabalho e está vendendo sua arte pessoalmente, o Shopify store é uma boa opção, pois você poderá obter mais relatórios profissionais e taxas de processamento mais baixas. Por fim, escolha o Advanced Shopify planeje se você tem uma presença estabelecida na comunidade artística, acompanhada de uma loja de arte de tijolo e argamassa bem-sucedida.

Como promover sua loja de arte on-line

Agora que sua loja está ativa, seu foco principal deve ser o marketing e a promoção de sua loja. Esta etapa é crucial se você deseja atrair visitantes e espera convertê-los em clientes. Afinal, só porque sua loja é ao vivo, isso não significa que as pessoas saberão que sua arte está pronta para ser comprada.

Você precisa contar a eles e é aí que o marketing entra em ação. Existem várias maneiras de comercializar sua loja, incluindo:

  • Construindo sua lista de email
  • Ser ativo nas mídias sociais
  • Criando conteúdo para promover sua loja
  • Usando o Pinterest para fixar e promover seus produtos
  • Streaming do seu processo artístico
  • Promoção da sua loja online com métodos de marketing offline

Vamos examinar cada um desses métodos mais detalhadamente abaixo.

Construindo sua lista de email

A dica de marketing mais importante é começar a criar sua lista de e-mails desde o primeiro dia. Isso permitirá que você capture as informações dos visitantes que estão interessados ​​em sua arte, mas não estão prontos para fazer a compra. Ao capturar o endereço de e-mail deles, você pode enviar notícias e atualizações sobre sua loja e arte e nutrir o relacionamento até que estejam prontos para comprar.

Uma boa maneira de criar sua lista é oferecer algo em troca do endereço de email. Você pode oferecer a eles um código de desconto ou uma oferta especial, como a compra de uma impressão, obtém metade da segunda. Como alternativa, você pode oferecer uma versão menor do seu trabalho artístico como papel de parede do telefone ou do computador gratuitamente em troca do endereço de e-mail.

Depois de decidir o que oferecerá como incentivo para alguém se inscrever na sua lista de e-mails, será necessário se inscrever em um provedor de serviços de e-mail. Algumas escolhas populares incluem SendinBlue Klaviyo. Ambos permitem que você comece a criar sua lista gratuitamente e podem ser incorporados à sua loja com bastante facilidade.

Se você preferir manter tudo em um só lugar, pode usar Shopify E-mail para enviar e-mail aos seus assinantes. Este é um novo serviço da Shopify atualmente é gratuito para todos os usuários e facilita a criação de campanhas por email que correspondem ao design da sua loja.

Além disso, existem vários aplicativos no Shopify app Store isso ajudará você a criar formulários de inscrição em boletins que se integram a vários provedores de email marketing.

Ser ativo nas mídias sociais

Outro método eficaz para promover sua loja de arte (e a maneira mais rápida de divulgar) é ter uma presença ativa nas plataformas de mídia social. Existem muitas plataformas para escolher, mas o melhor curso de ação é participar ativamente onde seu público-alvo ideal fica.

Lembre-se de que você não precisa estar ativo em todas as plataformas. Comece com um ou dois e familiarize-se com eles e expanda-o para outras plataformas.

Algumas coisas que você pode publicar incluem imagens dos bastidores de novas obras de arte, ofertas especiais, anúncios de venda, memes divertidos relacionados ao seu nicho, perguntas que ajudarão você a aprender mais sobre o seu público e similares.

Misture postagens de texto sem formatação com imagens e vídeos para manter suas contas mais atraentes. Comente as postagens dos seus seguidores, responda às perguntas deles e envolva-se ativamente com seu público. Isso ajudará você a estabelecer um relacionamento pessoal com clientes em potencial e a criar uma comunidade leal de fãs.

A plataforma mais popular entre os artistas é Instagram devido à sua natureza altamente visual. O Instagram também oferece amplos métodos para promover sua arte. Em primeiro lugar, você pode promover sua arte em seu feed do Instagram. Isso oferece uma oportunidade perfeita para criar um perfil visualmente atraente do Instagram.

Você também pode ativar postagens compráveis ​​para facilitar o acesso de seus seguidores ao seu Shopify armazenar e fazer uma compra.

Em segundo lugar, você pode usar o Instagram Stories para compartilhar postagens nos bastidores do seu processo criativo.

Por fim, você pode usar o vídeo IGTV para responder às perguntas dos clientes sobre seus produtos ou para mostrar diferentes obras de arte disponíveis para venda.

Criando conteúdo para promover sua loja

Você também pode promover sua loja usando os recursos de blogs Shopify ofertas. Você pode postar postagens de blog que explicam seu processo criativo, além de compartilhar dicas sobre como exibir sua arte em sua casa ou escritório. Você também pode criar guias de presentes que apresentam seu trabalho artístico.

O bom dos blogs é que ele informa aos mecanismos de pesquisa que seu site é atualizado regularmente com novos conteúdos, o que significa que eles serão verificados com mais frequência. Além disso, os mecanismos de pesquisa adoram sites que são atualizados regularmente.

Além disso, cada postagem de blog que você cria é outra oportunidade de incluir palavras-chave relevantes para sua arte, o que significa mais chances de sua loja aparecer nos resultados de pesquisa quando potenciais compradores desejam comprar arte on-line.

Usando o Pinterest para fixar e promover seus produtos

A maioria das pessoas pensa que o Pinterest é uma plataforma de mídia social, mas, na realidade, é um mecanismo de pesquisa. Isso significa que você não precisa se preocupar em interagir com outros usuários, além de fixar seu conteúdo. O que importa no Pinterest é otimizar suas descrições e títulos de pinos com palavras-chave relacionadas aos seus produtos.

Essa é uma boa plataforma para qualquer artista, pois permite promover facilmente seus produtos simplesmente configurando pinos avançados para os produtos.

Depois de ativar esta opção e configurá-la, as pessoas podem ser levadas diretamente para a página do produto em seu site e concluir a compra.

A melhor maneira de começar no Pinterest é se inscrever em uma conta comercial gratuita e criar painéis nos quais seu público-alvo ideal estaria interessado. Podem ser painéis como decoração de casa ou design de interiores. Você também deve criar um quadro dedicado onde fixará seu trabalho artístico.

Afixe seu conteúdo, mas lembre-se de fixar também conteúdo de outros marcadores. Aponte para a proporção de 80/20 em termos de distribuição de conteúdo e crie vários pinos para cada produto em sua loja, pois isso dará a seus produtos mais chances de serem descobertos, sem mencionar que pinos diferentes atrairão pessoas diferentes.

Streaming do seu processo artístico

Quando se trata de marketing, o vídeo é uma das melhores maneiras de promover seus produtos. Postagens de vídeo obter mais engajamento do que postagens de texto e foto e 72% dos clientes preferem aprender sobre um produto ou serviço por meio de vídeo.

Quando se trata de marketing de vídeo, a transmissão ao vivo é uma ótima maneira de promover sua arte. Você pode transmitir facilmente seu processo de criação de arte para interessar seu público-alvo pela arte e motivá-lo a fazer uma compra.

O que torna a transmissão ao vivo tão boa é que você pode construir um relacionamento de forma rápida e fácil com seu público. Eles podem conhecê-lo e ter uma idéia da sua arte, o que os tornará mais propensos a querer apoiá-lo.

A plataforma de transmissão ao vivo mais popular é o Twitch. O Twitch é voltado principalmente para jogadores, mas eles têm uma seção dedicada a streamers criativos para que você possa se encaixar.

Se o Twitch não é sua xícara de chá, considere usar o segundo mecanismo de pesquisa mais popular - o Youtube.

Sua terceira opção para transmissão ao vivo é o Facebook, que reúne mais de 2 bilhões de usuários, então você provavelmente encontrará seu público lá.

Lembre-se de que, se você decidir seguir esse caminho, precisará investir em um computador mais potente, além de uma webcam decente e um microfone para garantir que a qualidade do áudio e do vídeo não seja inferior.

Outro aspecto a ter em mente com a transmissão ao vivo é que você precisará estabelecer um cronograma regular e aparecer com frequência se quiser criar um público fiel.

Se seu orçamento é limitado ou se você não tem muito tempo livre, a transmissão ao vivo pode não ser a melhor opção para comercializar sua loja de arte.

Marketing de influenciadores, concursos e brindes

Se você deseja ganhar força rapidamente, o marketing, os concursos e as ofertas de influenciadores são uma boa maneira de serem notados.

Com o marketing de influenciadores, você pagará a alguém com uma grande presença e presença estabelecida nas mídias sociais para promover sua arte para você. Este método funciona bem no Instagram. Você pode pagar pelo influenciador para lhe dar uma mensagem ou pode organizar uma aquisição no Instagram, onde você posta na conta dele por um dia.

Lembre-se de que você precisará primeiro estabelecer um relacionamento com o influenciador, além de garantir que o público se interesse por sua arte, caso contrário, esse método não trará bons resultados.

Você também pode usar concursos e brindes para promover sua loja. Esses métodos funcionam melhor depois que você aumenta seus seguidores e tem uma presença estabelecida em sua plataforma de mídia social favorita.

Também funciona muito bem quando usado em conjunto com o marketing de influenciadores, pois isso o expõe a um público maior.

Você pode distribuir uma impressão menor da obra de arte original ou pode aumentar de tamanho e oferecer uma obra de arte original em seu tamanho original.

Certifique-se de definir regras para sua oferta e especifique como o vencedor será escolhido. Você também precisará garantir que seu concurso ou oferta esteja seguindo os termos e condições oficiais da oferta do Instagram e quaisquer regulamentos locais.

Promovendo sua loja on-line com métodos de marketing offline

Só porque você tem uma loja online, isso não significa que você não pode usar métodos de marketing offline para promovê-la. Alguns desses métodos exigirão que você gaste dinheiro, enquanto outros podem ser feitos sem nenhum custo extra, além do tempo.

A maneira mais fácil de promover seu produto é adicionar o endereço do site da sua loja à sua assinatura de email.

Você também pode criar folhetos que mostrem seu trabalho artístico e incluam o site da sua loja para que as pessoas possam conferir.

Alguns outros métodos offline incluem:

  • Publicidade tradicional em jornais ou outdoors
  • Postagem de folhetos no seu bairro
  • Adicionando um adesivo ao seu carro com o endereço da sua loja
  • Enviando a seus clientes notas manuscritas de agradecimento para aproveitar o marketing boca a boca
  • Peça a seus amigos e familiares para ajudá-lo a divulgar a sua loja on-line

Lembre-se de ser criativo e experimentar diferentes métodos de marketing para ver qual deles oferece os melhores resultados.

Promovendo sua loja de arte com publicidade paga

O último método de marketing que você pode usar é publicidade paga. Esse método pode fazer maravilhas quando bem executado e pode trazer vendas e clientes rapidamente. No entanto, também é o método de marketing mais caro, já que os custos do anúncio podem ser bastante altos. Portanto, opte por esse método se você tiver um orçamento de marketing grande para trabalhar.

Existem várias plataformas de publicidade online que você pode usar para promover seu produto. Os mais populares incluem Google AdWords, Anúncios no Facebook e Pins promovidos do Pinterest. Shopify também facilita a criação de anúncios para o Facebook e Snapchat diretamente do back-end da sua loja.

Com o Google AdWords, você obtém acesso a toda a rede de parceiros, o que significa que seus anúncios podem ser vistos em qualquer lugar da Web. Dependendo do tipo de anúncio escolhido, você pode vê-los nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa, nos sites dos parceiros, nos vídeos do Youtube e muito mais.

A publicidade no Facebook permite promover seus produtos não apenas no Facebook, mas também no Instagram. Você pode criar anúncios de texto e de carrossel e de vídeo, o que normalmente gera mais engajamento. O Facebook também possui um gerenciador de anúncios muito robusto que permite ajustar realmente seu público com base em dados demográficos e interesses.

Dadas as constantes mudanças no algoritmo do Facebook, alguns anúncios de reclamação são a melhor maneira de garantir que seu público veja suas postagens.

Por fim, os Pins promovidos do Pinterest são relativamente novos quando se trata de publicidade paga, portanto essa opção ainda é a mais acessível. Os Pins promovidos funcionam de maneira semelhante a outros métodos de publicidade paga - normalmente você paga por clique para que seu PIN seja visto por mais pessoas.

Independentemente da opção de publicidade paga que você escolher, será necessário garantir que as páginas de seus produtos sejam otimizadas para cada plataforma. Você deseja usar as mesmas imagens e marca para proporcionar uma experiência consistente e garantir ao público-alvo que eles chegaram à página certa.

Você também deseja acompanhar o desempenho do seu anúncio e deixá-lo em exibição por pelo menos uma semana antes de fazer alterações na cópia do anúncio.

Conclusão

Vender sua arte on-line não é difícil, desde que você tenha uma compreensão clara de todas as etapas envolvidas no processo. Neste guia, descrevemos todo o processo e explicamos os principais conceitos de venda de arte on-line. Tudo o que resta a fazer agora é se inscrever no Shopify e siga o nosso tutorial para configurar e promover sua loja. Venda feliz!